Ilha do mel, um santuário ecológico no Paraná!

Lá no Paraná tem um local tranquilo e agradável que se chama Ilha do Mel. Mar, santuário natural, fortaleza, farol, gruta, trilhas, golfinhos, tranquilidade, simplicidade e boa música de noite. As poucas “ruas” são praticamente trilhas e a iluminação noturna é a das casas. Até em alta temporada e com ilha “cheia” é possível saborear a calmaria. A ilha tem um encanto … só conhecendo para entender.

Há duas formas de curtir a ilha do mel, passando o dia, ou dormindo na própria ilha. Recomendamos ficar pelo menos dois dias para conseguir explorar bem a região.

Não é possível chegar a ilha de carro. (Que bom!) Você precisa ir até Paranaguá ou Pontal do Sul e pegar uma embarcação (mais informações aqui).

Há saídas para dois pontos da ilha: Encantadas e Nova Brasília. São as localidades onde ficam as pousadas, bares e restaurantes. 

Existe uma caminhada clássica que vai de Encantadas até o farol (para quem está em Nova Brasilia, pode fazer o caminho inverso) . O caminho não possuí mata fechada, é todo pelo litoral. O primeiro atrativo do percurso é a gruta, onde lá no fundo tem uma imagem de Nossa Senhora Aparecida. Cuidado! A praia próximo a gruta é convidativa, mas não é segura para banho, apesar de muitos entrarem ali. Controle-se! A Praia de Mar a dentro fica logo ao lado. Há um trecho do percurso onde é preciso atravessar pelas pedras. Chegando na praia do farol é preciso subir uma escadaria para atingir a base do farol. Lá do alto a vista é linda. Ficamos na dúvida de como perdemos o folego: com a escadaria ou com a vista. A sugestão é curtir o trajeto e retornar de barco. É possível fazer o trecho de barco entre Nova Brasilia e Encantadas com certa facilidade.

  

Outro passeio recomendado é a visita à Fortaleza e à Baía dos Golfinhos. Há saídas de lanchas que fazem esses trajeto. Até a fortaleza também é possível chegar a pé, mas a caminhada é longa.

 

Agora, a Baía do Golfinhos, enjoamos de tanto ver golfinhos. Tem passeios que quando são oferecidos falam que é possível ver golfinhos. Lá falavam: você vai ver golfinhos, como se fosse realmente impossível não vê-los.

A noite… Sim há vida noturna na Ilha do Mel. Restaurantes e bares com música ao vivo e céu estrelado. Para noite, vista-se com o mesmo conforto do dia.  Use o seu chinelo. Só há areias e trilhas por onde você encontrará tudo.

Dicas

Noite: recomendamos um local chamado Cavalo Marinho, que fica em um dos caminhos de acesso de Encantadas para a praia de Mar a dentro. Somos loucos por forró e lá tivemos a oportunidade de ouvir e dançar um bom forró da melhor forma: descalço. Ah! Vida, liberdade!

Comida: a saladinha leve do Eclipse, perfeita para o local. Muito bem servida… a de camarão então…  O eclipse fica em uma das pontas da praia das Encantadas (o lado que dá acesso a Gruta).

Hospedagem: ficamos na pousada Caraguatá.  Conforto, estilo praiano em bangalôs com rede, atendimento maravilhoso, comodidades como cadeiras de praia e guarda-sol para os hospedes. Isso tudo além dos mimos oferecidos como DVDs a disposição do hospede para escolher e ver no quarto com direito a pipoca. Uma boa opção para relaxar de noite.

Importante não há caixas 24h na ilha. Grande parte dos locais aceitam cartão, mas não todos. É bom ir preparado com algum dinheiro.

Caso faça uso de algum remédio, é aconselhável levar, pode ser que você não o encontre na ilha.

A ilha é linda. Ame, cuide e poupe água doce. As reservas doces não são muitas, os habitantes precisam delas para viver e nós também precisaremos todas as vezes que quisermos visitar a ilha. 

Você conhece? Deixe aqui suas dicas e comentários.