Jalapão 360: um roteiro inesquecível!

Fala galera! Vamos contar um pouco da nossa experiência no Jalapão. Primeiramente queremos ressaltar algo muito importante: o Jalapão é lindo.

Depois de muito pesquisar e entender o que tinha no Jalapão para ver, como se locomover, onde dormir, entre outras coisas mais, programamos a nossa viagem. Entre as várias opções de roteiros, escolhemos o chamado Jalapão 360, uma rota que dá um volta completa no parque e visita os principais pontos da região. Nessa aventura fomos acompanhados dos nossos pais (pais da Aline). Sem dúvida nossos pais nos ensinaram o gosto pelas andanças.

Segue o roteiro:

1 º dia: chegamos em Palmas de noite e dormimos na Pousada dos Girassóis. Pousada agradável e bem localizada.

2º dia : saímos a 7 horas da manhã com destinho ao Jalapão. Passamos pelo Morro Vermelho, Serra da Catedral, Fervedouro Bela Vista e Fervedouro Espetacular. Dormimos em Mateiros.

   

Destaque aqui para os fervedouros. Fervedouro é uma nascente de água. O Bela Vista chega a ter 70 metros de profundidade, mas o mais interessante é que você não afunda. A força da água te joga pra cima. De bônus, a experiência de não afundar na água vem com uma massagem de areia, já que pela força da água a areia sobe também.

3º dia:  Cachoeira da Formiga, Comunidade de Mambuca (onde começou o artesanato de Capim Dourado) e fervedouro dos buritizinhos. Dormimos em Mateiros.

A água da cachoeira da formiga é transparente, linda. Sobre o Jalapão e o capim dourado, isso terá um post especial.

4º dia: Dunas do Jalapão, Cachoeira da Velha, Prainha do Rio Novo e Pedra Furada. Dormimos em Ponte Alta do Tocantins.

Dunas, o cartão postal do Jalapão.  A Cachoeira da Velha é só para ver (e que vista), não tem como tomar banho, mas a 1km fica a prainha do Rio Novo. Na Pedra Furada fomos contemplar o entardecer, parece que a pedra foi esculpida.

5º dia: Cachoeira do Sono, banho no Rio do Sono, Cânion Sussuapara e retorno para Palmas (mesmo não querendo voltar). rsrsrs

Na cachoeira do Sono também não tem como tomar banho, entramos um pouco mais a cima, no rio. Os Cânions, aquela formação, o silêncio ali, parece o cenário de algum filme de aventura ou ficção que não conseguimos lembrar qual.

O roteiro 360 também é feito ao contrário ( de Ponta Alta para Mateiros). Considerando o longo deslocamento, as condições da estrada, além da falta de sinalização, decidimos fechar nossa expedição Jalapão com uma agência. Essa decisão, foi sem dúvidas, uma das melhores que tomamos. Fechamos nosso pacote com a agência Adventure Club, o roteiro foi realizado pelo receptivo da Aventura Eco. Eramos 16 no grupo divididos em 4 carros, cada um com o seu guia, o que gerava bastantes liberdade para cada um curtir bem as coisas no seu tempo. E na companhia do Gege, o nosso guia, cheio de histórias, ficou melhor ainda.

Temos muita coisa ainda para contar sobre o Jalapão que faremos em outra oportunidade. Conhece o Jalapão? Quer saber algo para programar sua viagem? Comenta aí.